Crítica | Atômica


O final da guerra fria está próximo, Berlim está um caos e no meio deste caos uma lista com os dados de muitos espiões é roubada e a habilidosa agente Lorraine Broughton é mandada para recuperar a perigosa lista.

O longa é estrelado por Charlize Theron e James McAvoy e dirigido por David Leitch, um dos diretores do desconhecido, mas incrível De volta ao Jogo. Trata-se de um filme de ação, mas não daqueles de grandes explosões. É um filme de cenas coreografadas, bem construídas e com o mínimo de cortes. Um filme com estilo, por assim dizer.

De começo, Atômica é um filme confuso e a investigação parece não progredir. Lorraine anda pela Berlim ocidental procurando pistas e fazendo contatos enquanto Percival (McAvoy) já indica possuir seus próprios interesses. Como dito no início do filme, não se deve confiar em ninguém. Ocorrem lutas que parecem não ter impacto direto na trama e as informações aparecem de forma meio deslocada. O filme não possui uma reviravolta surpreendente, mas isso talvez seja por conta da forma que os personagens foram abordados com suas intenções, sempre transparecendo para quem está assistindo. A atuação de Sofia Boutella como uma agente francesa também é algo que deixa a desejar.

Tendo falado das falhas, agora vamos aos acertos. Acertos estes que compensam em muito os defeitos e fazem valer o dinheiro do ingresso. A trilha sonora de Atômica é simplesmente incrível. Killer Queen e Blue Monday criam um clima agitado excelente e combinam com a fotografia com cores neon bem utilizadas e que se destacam bem. A atuação da dupla principal é louvável, Charlize entrega um personagem que seduz e impressiona com sua ferocidade enquanto McAvoy traz um Percival peculiar e interessante, o personagem mais interessante, por sinal. 

Todas as cenas de ação são muito bem feitas. No entanto uma se destaca, uma cena longa e sem cortes que se mostra o ápice do filme. A cena se inicia no protesto e segue de maneira eletrizante até seu fim vários minutos depois. É uma sequência de ação que eu poderia ver e rever muitas vezes incessantemente, é simplesmente incrível como a câmera acompanha a todo instante os combates ferozes.

É difícil descrever Atômica sem poder dar spoiler para contextualizar, mas o que eu posso garantir é que vale muito a pena ver. O filme é visualmente bonito e a trilha sonora se faz notar. As atuações principais são boas e a direção acerta nos momentos de ação. Eu recomendo principalmente para quem é fã de John Wick ou procura um filme estiloso.

 E aí? Curtiu? Então ajude o nosso site! Seja nosso padrinho/madrinha
Afinal, nem todo herói precisa de superpoderes, basta ter um coração generoso...



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.