Crítica | Erased


Hoje minha indicação é de um dos melhores animes de 2016, visto por muitos até como o melhor. Estou falando de Boku dake ga inai machi?, também conhecido como Erased. Ultimamente tenho pego bons animes que eu ainda não tinha tido a chance de assistir e Erased estava entre eles. E que fantástico é esse anime!

No anime acompanhamos a história de Fujinuma Satoru, um homem de 29 anos que tem a habilidade de voltar no tempo sempre que uma tragédia acontece. Só que normalmente ele volta minutos que são o suficiente para mudar o acontecimento e impedir que as pessoas ali morram.

Satoru tem um passado triste. Quando ele era criança teve uma onda de sequestros e mortes de crianças na cidade onde Satoru morava, e um garoto mais velho amigo de Satoru foi acusado como culpado e desde então está preso e sob pena de morte. Só que nas poucas lembranças que Satoru tinha, ele sabia que esse garoto era inocente e sempre carregou consigo a culpa por não poder ajudá-lo.

Mas de repente um grande acontecimento surge na vida de Satoru. O verdadeiro assassino reaparece e mata uma pessoa próxima e faz com que ele pareça ser o assassino. Em meio a toda aquela atmosfera, sua habilidade acaba ativando e ele volta para o período de quando ainda era criança quando a onda de crimes começou. Para Satoru, se ele conseguir impedir que essas mortes aconteçam, certamente a linha do tempo será muda e a tragédia nunca irá acontecer. E é nessa aventura que embarcamos com Fujinuma Satoru para descobrir quem é o verdadeiro assassino e tentar impedi-lo.

A história é muito bem construída, fazendo com que quem estiver assistindo foque toda a atenção. Eles dão pistas bem suaves de quem é o criminoso, então não ficam pontas soltas na história e fica a sensação, para quem está assistindo, de que qualquer um pode ser o criminoso.

Satoru tem a mente de um homem de 29 anos presa no corpo de um garoto de 10, e o legal disso é que ele não tenta mudar o mundo, ficar milionário ou tirar algum benefício disso, ele simplesmente quer salvar as pessoas que ele conhecia e ter uma vida junto com eles. Por isso é tão fácil comprar a história dele e embarcar junto nessa história densa com momentos divertidos e até mesmo nostálgicos.

Agora o último grande elogio vai para a abertura Re: Re: do Asian Kung Fu Generation que, além de ser uma das minhas bandas favoritas, a abertura conseguiu capturar tento a essência do anime quanto a da banda. Parecia que um havia sido feito exatamente para o outro. Foi uma combinação tão incrível que não consegui pular um segundo da abertura mesmo estando curioso para saber o que aconteceria no próximo episódio.

Bom, pessoal, essa foi a minha opinião sobre esse fantástico anime que eu queria indicar para vocês. São apenas 12 episódios e a história é fechada ali, não tem continuação. Então vocês podem assistir tranquilos porque vai valer muito a pena. E não se esqueçam de deixar suas opiniões aqui!




 E aí? Curtiu? Então ajude o nosso site! Seja nosso padrinho/madrinha
Afinal, nem todo herói precisa de superpoderes, basta ter um coração generoso...



4 comentários:

  1. Gostei muito tanto da história quanto da ambientação. Obrigada

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito tanto da história quanto da ambientação. Obrigada

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito tanto da história quanto da ambientação. Obrigada

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito tanto da história quanto da ambientação. Obrigada

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.