Preacher | The End of the Road (finale)


E finalmente chegamos ao final da segunda temporada de Preacher. E devo dizer que mesmo com alguns tropeços feios eles fizeram um bom trabalho. Esse finale não traz uma revelação grandiosa como o final do primeiro ano, mas uma série de ganchos com tantas implicações que é impossível não ficar ao menos inquieto esperando o desfecho de todos esses acontecimentos.

O décimo terceiro e último episódio da segunda temporada se chama The End of the Road e conta a história das implicações de Jesse (Dominic Cooper) ter escolhido ser o novo Messias. Acompanhamos também Cassidy (Joseph Gilgun) e Tulipa (Ruth Negga) indo para Bimini (que até hoje, e só depois de ver no Google Maps, eu acreditava ser uma ilha fictícia), além do desfecho da fuga de Eugene (Ian Colletti).

A fotografia melhorou bastante neste último episódio. Nos capítulos anteriores o único set que parecia receber atenção desse departamento era a casa de Dennis. Todos os ambientes agora receberam uma carga de personalidade e ficou tudo muito bonito, principalmente o quintal do inferno.

Quanto ao enredo, tirando o final preguiçoso dado ao personagem de Dennis, tudo correu muito direitinho. Tive medo semana passada de o desfecho da segunda temporada ser ruim, já que um deslize na reta final como foi Backdoor é de deixar qualquer um apreensivo.

E enfim tivemos uma quebra de relações entre o Pastor e Herr Starr (Pip Torrens), ou pelo menos algo bem próximo disso. Em contrapartida o power trio parece que vai se juntar de novo. E da forma mais impactante possível. Não há forma melhor de apresentar a matriarca da família L’angelle do que com esse tiro no peito que a série nos deu.

A qualidade da temporada diminuiu um pouco em relação à primeira. Muitos arcos que não levavam a uma construção maior, funcionando mais como minisséries dentro da série. Episódios que não entregavam a história e só mostrava coisas que nós já sabíamos (sim, estou falando com você, Dallas).

Felizmente o que havia de bom se sobrepôs e Seth Rogen nos entregou uma boa temporada. Ansioso para ver a família L’angelle em ação na terceira temporada. Até lá.

 E aí? Curtiu? Então ajude o nosso site! Seja nosso padrinho/madrinha
Afinal, nem todo herói precisa de superpoderes, basta ter um coração generoso...



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.